Gião e Niskanen garantiram a “pole” da Barcelona




Iberian Supercars em Barcelona:

Manuel Gião e Elias Niskanen garantiram a “pole”

A dupla Manuel Gião/Elias Niskanen, aos comandos do Mercedes AMG GT4 da eslovena Lema Racing, assegurou, na tarde desta sexta-feira, a pole position para a quinta ronda do Iberian Supercars Endurance, no circuito espanhol de Barcelona, numa jornada com contornos bastante diferentes das anteriores, já que esta corrida terá a duração de 2 horas e integra a grelha das emblemáticas 24 Horas de Barcelona, a ter início às 13 horas (espanholas) de sábado.

O escalonamento da grelha foi ditado pela média da volta mais rápida em duas sessões de qualificação, sistema que deixou claramente na dianteira o Mercedes AMG GT4 de Gião e Niskanen, face aos McLaren 570S GT4 de Fernando Navarrete e Gonzalo de Andrés e de Guillermo Aso e Tomás Pinto, ambos da equipa espanhola SMC Motorsport. Esta última dupla, contudo, acabou por ser penalizada na Q.2, ao exceder os limites da pista, pelo que acabaria por ser relegada para o penúltimo lugar da grelha. Até aqui nada de surpreendente, exceto o modesto desempenho do McLaren 570S GT4 da Araújo Competição, entregue a Miguel Cristóvão e Francisco Carvalho, mas devido a problemas de alternador surgidos logo no treino livre, assim se explicando o sétimo lugar na qualificação.



Numa corrida com caraterísticas bem diversas do formato habitual, atendendo ao seu tempo de duração (duas horas), já que pilotos e equipas efetuarão duas paragens nas boxes obrigatórias, as diferenças registadas neste primeiro dia em pista acabam por ser pouco relevantes. Fica, contudo, a perspetiva de um duelo animado pelo primeiro lugar, em termos absolutos, na classe GT4 Pro e na classe GT4 Bronze.





A correr a solo, o lituano Andrius Zemaitis, no Porsche Cayman GT4 da ProGT, deu boas indicações ao conseguir a terceira melhor média, deixando a dupla José Carvalhosa/Quique Bordás, no carro igual da Garagem João Gomes, a mais de um segundo de diferença, apesar do piloto espanhol ter realizado um tempo abaixo do “segundo 59”.



Álvaro Ramos e Fred Block, no McLaren 570S Trophy da Araújo Competição, revelaram um andamento que os coloca como favoritos à vitória na classe GTC, onde a dupla Tom Seldon/Juan Carlos Arias, no Ginetta G50 da JOTA Motorsport, não marcou qualquer tempo na primeira sessão devido a um problema técnico.

QUALIFICAÇÃO

1º, Manuel Gião/Elias Niskanen (Lema Racing/Mercedes AMG GT4/GT4 Pro), 1.57.769

2º, Fernando Navarrete/Gonzalo de Andrés (SMC Motorsport/McLaren 570S GT4/GT4 Pro), 1.59.065

3º, Andrius Zemaitis (PROGT/Porsche Cayman GT4/GT4 Bronze), 2.00.137

4º, José Carvalhosa/Quique Bordás (Garagem João Gomes/Porsche Cayman GT4/GT4 Pro), 2.01.828

5º, Álvaro Ramos/Fred Block (Araújo Competição/McLaren 570S GT4 Trophy/GTC), 2.03.798

6º, Miguel Cristóvão/Francisco Carvalho (Araújo Competição/McLaren 570S GT4/GT4 Bronze), 2.06.208

7º, Guillermo Aso/Tomás Pintos (SMC Motorsport/McLaren 570S GT4/GT4 Pro), 1.59.667*

8º, Juan Carlos Arias/Tom Seldon (JOTA Motorsport/Ginetta G50/GTC), 2.07.625*


* apenas efectuou uma sessão de treinos